A José Maria da Fonseca, voltou à produção do Periquita Clássico, evocando o estilo de produção dos Periquitas de há 50 anos, quando as uvas eram fermentadas com engaço e a temperatura pouco controladas, com a selecção dos melhores vinhos com a casta Castelão. Vinho este envelhecido em toneis de madeira durante 24 meses.

A produção do Periquita Clássico, só se faz em anos de particular qualidade.

O Periquita Clássico foi produzido nas colheitas de 1992, 1994, 1995, 1999, 2001 e 2004.

Em 2020, decidiu-se retomar esta tradição e esta marca com a colheita de 2014, em que as garrafas estão numeradas num lote de 8300 garrafas e autografadas por Domingos Soares Franco.

Espero pelo dia de Natal, para abrir uma garrafa, as outras quero ir degustando em momentos especiais em familia.